CORONAVÍRUS

Plano Estratégico

NOVO PROCEDIMENTO NOS ENVIOS INTERNACIONAIS


Por determinação da UPU, desde 1 de janeiro de 2021, a transmissão de dados eletrónicos prévios (EAD) para todos os objetos postais internacionais que contém mercadorias passou a ser obrigatória.


As cartas, os cartões postais, os impressos (que não os livros) ou correspondência com conteúdos para os deficientes visuais, não passíveis de direitos aduaneiros, são isentos de tais exigências (Transmissão de dados eletrónicos)


Todos os clientes estão abrangidos por esta nova regra e, se não o fizer, o seu envio poderá ser devolvido.


PORQUÊ QUE TEMOS QUE ADOTAR ESTE NOVO PROCEDIMENTO?

Porque países como EUA, União Europeia e em vários outros países, membros da UPU, já adotaram este procedimento com objetivo de reforçar a segurança do sistema postal internacional e combater o aumento de substâncias ilegais e perigosas que entram nesses países por meio de cadeia postal e não aceitam nenhum envio sem a declaração prévia.


Com a sua aplicação, passou a ser necessário o envio antecipado de informações detalhadas sobre cada envio para as entidades intervenientes, desinadamente alfândegas e correios no país de destino –antes mesmo desse envio sair do país de origem.


Além da questão de segurança acima referida, a aplicação destas medidas está relacionada com:

Satifação de Cliente


Melhoria das relações com os clientes postais: a implementação do sistema provoca uma diminuição do tempo necessário ao processamento e desembaraço alfandegário fornecendo informações prévias para o cliente como valor de despacho, taxas alfandegárias etc.;

Segurança


Comunicação antecipada da informação permitirá fazer a avaliação da conformidade das mercadorias para o transporte aéreo e o cruzamento dos dados dos envios com bases nos dados internacionais para a prevenção de terrorismo, contrafação e outras;

Agilização em desalfandegamento


O tratamento dos dados alfandegários com antecedência possibilita o processamento das declarações aduaneiras de forma automática, logo mais célere.



Como Funciona


Quando pretender enviar um objeto para um país estrangeiro terá de preencher previamente o formulário.

Observação: O conteúdo do envio e o correto preenchimento dos campos de recolha de dados, são da responsabilidade do remetente.

CDS/EAD


Através do aplicativo móvel EAD MOBILE

1.Chegou o novo aplicativo

2.Fazer Download do aplicativo “EAD Customs Declaration”

3.Carregar “Iniciar uma declaração em branco”

i.Preencher os campos do Remetente – Nome; Endereço; CP, Localidade; País

ii.Preencher os campos do Destinatário

iii.Preencher os campos Peças do conteúdo – Clicar Adicionar Peça do Conteúdo

a)Quantidade

b)Descrição

c)Valor

d)Peso

iv.Preencher informação adicional

v.O sistema faz um check de restrições / proibições

vi.Certificar que as informações estão corretas e que não contém artigos perigosos ou proibidos por lei

vii.Carregar no botão concluído

4.O cliente recebe um ID da declaração

5.Para finalizar o seu envio de correio internacional, o Cliente dirigir à uma Agências dos Correios de Cabo Verde com o ID da declaração para proceder ao pagamento do serviço

Preencher Formulário

O QUE ACONTECE EM CASO DE NÃO PREENCHIMENTO ?

O não preenchimento desta informação poderá implicar a recusa do objeto no país de destino e inviabilizará a nossa capacidade em assegurar o transporte e distribuição de envios internacionais.

Os Estados Unidos da América só aceitam envios com a respetiva informação online

CDS/EAD


TRANSMISSÂO DADOS ELETRÓNICOS

Chegou o novo aplicativo

Disponível para Android e IOS.

Última atualização em 31 de Dezembro de 2019 às 12:40