CORONAVÍRUS

Notícias e Eventos

PCA dos CCV - Dia Mundial dos Correios

09 Outubro 2020

Cidade da Praia, 09 Out (Inforpress) – O presidente do conselho de administração dos Correios de Cabo Verde disse hoje que o desafio da instituição que dirige passa por transformar-se numa entidade empresarial sustentável quer no ponto de vista económico, financeiro e técnico.

Isidoro Gomes, que falava à Inforpress, no âmbito do Dia Mundial dos Correios assinalado hoje, reconheceu que o cumprimento dessa missão exige uma profunda reforma quer a nível de negócios, comercial, operacional, dos recursos humanos, perante os desafios actual das novas tecnologias.

Assegurou que a empresa tem recursos próprios, e os resultados dos últimos dois anos a nível do volume de negócios registou um incremento global de 60%, ou seja, cerca de 500 mil contos, os serviços cresceram 26% e a eficiência operacional dos Correios obteve resultados económicos positivos.

Explicou que para ultrapassar esses desafios os projectos a serem implementados nos próximos anos vão ser financiados com os recursos próprios da empresa e, por outro lado, vão recorrer aos instrumentos de financiamento de mercado com mecanismos interno ou externos.

Adiantou que perante a situação da covid-19 que assola o mundo, o volume de negócios para este ano será afectado com um crescimento mínimo à volta de 10%.

Segundo este responsável, o procedimento do tráfico postal no primeiro trimestre desde ano teve uma quebra na ordem de 30% com maior incidência nos Correios internacionais quer nas correspondências recebidas quer solicitadas, devido à situação dos bloqueios das fronteiras aéreas nacionais e pela situação de confinamento na Europa, Asia e América que são os maiores mercados quer emissor quer receptor.

Referiu que desde o mês de Julho com a reabertura gradual das fronteiras vem-se registando um retomar da normalidade em termos de transportes de cargas postais quer a nível doméstico quer internacional, mas ciente de que a situação só será normalizada com a abertura das fronteiras aéreas.

“Para compensar essa quebra postal, temos procurado enveredar pelos negócios alternativos, e é nesse sentido que temos vindo a intensificar a prestação dos serviços não postais e na dinamização dos nossos produtos e serviços financeiros”, mencionou.

Na ocasião, revelou que neste momento a prioridade é a digitalização e disse acreditar que a pandemia da covid-19 por um lado veio consciencializar a todos sobre a importância do digital.

O Dia Internacional dos Correios celebra-se a 09 de Outubro, onde em 1874, aquando da assinatura do Tratado de Berna, as administrações postais uniram esforços e criaram a União Postal Universal, começando a maior rede de distribuição física do mundo.

AV/ZS

Inforpress/Fim